Principal | Histórico | Departamento | Colegiado | Pós-Graduação  
Laboratórios | Biblioteca | Galeria | Didático | Disciplinas | Artigos | Mapa   

Laboratório Básico I


EN: 02083       CH:  60         CR: 02 

Programa

1. DADOS GERAIS
    
    Pré-requisito: 
           Física Básica I ou Física Fundamental I
           Física Básica II ou Física Fundamental II 

2. JUSTIFICATIVA
        
        A importância do ensino experimental relevante para a compreensão, comprovamento e aprimoramento de conhecimentos técnicos previamente adquiridos, assim como a aquisição de novos conhecimentos e técnicas experimentais. 

3. OBJETIVOS

3.1. Utilizar e identificar aparelhos de medidas tais como: Régua, Paquímetro, Micrômetro,   Balança, Termômetro, Frequencímetro, Oscilador de  
       áudio.
3.2. Conhecer e utilizar a teoria de erros 
3.3. Construir gráficos em papel milimetrado, monolog e log-log 
3.4. Identificar período de freqüência de um M.M.S.
3.5. Realizar experiências que envolvam conceitos de M.M.S. 
3.6. Conceituar massa inércia e massa gravitacional .
3.7. Determinar: empuxo, densidade, pressão em um fluido em equilíbrio.
3.8. Distinguir fontes sonoras 
3.9. Distinguir som musical e ruídos 
3.10. Distinguir e identificar as qualidades fisiológicas do som 
3.11. Identificar os fenômenos sonoros de interferência batimento, reverberação e ressonância
3.12. Determinar a velocidade do som no ar 
3.13. Realizar  experiência que envolvam conceitos de troca de calor 

4. METODOLOGIA
   
     
        De modo geral esta deve  ser aquela que permita orientar a aprendizagem de tal forma que os objetivos do curso sejam atingidos. Sugere-se utilização de colóquios, discussão, equipes de trabalho, registro de experimentação, realizando experiências, realizadas das atividades contidas nos roteiros do laboratório, assim como a técnica de redescoberta.
        As aulas expositivas deverão ocupar  lugar secundário servindo apenas como um elemento de orientação.

5. AVALIAÇÃO

 A avaliação de trabalho em laboratório deve sempre que possível considerar itens com:

a) Qualidade do trabalho, com o uso de modos e práticas apropriadas na busca de bons resultados.
b) Cooperação levando-se  em conta o espírito do grupo, e a participação no trabalho em equipe.
c) Execução das atividades propostas
d) Assiduidade compreendendo pontualidade de horário e completa execução dentro dos prazos de finados para a execução das atividades.

 6. UNIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS

EXP01: TEORIA DOS ERROS 1ª Parte e TEORIA DOS ERROS 2ª Parte
EXP02: CONSTRUÇÃO DE GRÁFICOS E PÊNDULO SIMPLES
EXP03: MOVIMENTO CIRCUNFERÊNCIAL UNIFORME
EXP04:
COMPROVAÇÃO EXPERIMENTAL DA LEI DE HOOK
EXP05:
TRABALHO E ENERGIA NUMA MOLA
EXP06: PLANO INCLINADO
EXP07: MASSA INERCIAL E GRAVITACIONAL
EXP08: ESTUDO DOS FLUIDOS EM EQUILÍBRIO
EXP09: DETERMINAÇÃO DO COEFICIENTE  DILATAÇÃO LINEAR DE UM MATERIAL
EXP10: DETERMINAÇÃO DO EQUIVALENTE EM ÁGUA DO CALORÍMETRO.
EXP11: CALOR DE FUSÃO DO GELO
EXP12: DETERMINAÇÃO DA CONDUTIBILIDADE TÉRMICA EM SÓLIDOS
EXP13: FONTES SONORAS, SOM MUSICAL E RUÍDO. QUALIDADES FISIOLÓGICAS DO SOM
EXP14: REVERBERAÇÃO DO SOM
EXP15: INTERFERÊNCIA SONORA
EXP16: BATIMENTO

Bibliografia

        1. RESNICK, R. , HALIDAY, D. , Fundamentos da Física, Volumes I e II, 6ª Edição, Livros Técnicos Científicos, 1996
        2. SERWAY, R. A., Física, Volumes I e II, , 3ª Edição, Livros Técnicos e Científicos, 1992.
        3. RAMOS, Luis Antônio Macedo, Física Experimental, Porto Alegre, Mercado Aberto, 1984.
        4. DANO, Higino S., Física Experimental I e II, Caxias do Sul, Editora da Universidade de Caxias do Sul, 1985.
        5. SILVA, Wilton Pereira, CLEIDE M. D. e, Tratamento de Dados Experimentais, 2ª Edição, João Pessoa, Editora Universitária, 1998.

        6. VUOLO, Jose Henrique, Fundamentos da Teoria de Erros, 2ª Edição, Editora Edgar BLUCHER LTDA
        7.
GOLDEMBERG, JOSÉ, Física Geral e Experimental, Volume I.

 

Laboratório Básico II


EN: 02084       CH:  30             CR: 01 

Programa

1. OHMIMETROS
Familiarização com diversos tipos de resistores e leituras dos valores das    resistências

2. CIRCUITOS ELÉTRICOS
 Treinamento em montagem de diversos circuitos elétricos

3.  VOLTÍMETROS E AMPERÍMETROS
Uso de multímetro e treina de leituras de voltagem e corrente elétrica

4.  MAPEAMENTO DE CAMPOS ELÉTRICOS
Verificação experimental do comportamento das superfícies equipotenciais e campos eletrostáticos numa cuba eletrolítica.

5.  LEI DE OHM
Verificação do comportamento de condutores que obedecem a lei de ohm

6.  CIRCUITO DIVISOR DE TENSÃO
Conhecer o que um circuito divisor de tensão.

7.  PONTE DE WHEATSTONE
Estudo da ponte de Wheatstone

8.  INDUÇÃO ELETROMAGNÉTICA
Estudo de bobina e fenômeno da indução eletromagnética

     LABORATÓRIO

Objetivos: Possibilitar ao aluno uma análise prática dos fenômenos elétricos e magnéticos.

EXPERIÊNCIAS

EXP01: ASSOCIAÇÃO DE RESISTORES E LEIS DE KIRCHHOFF
EXP02:
CURVAS CARACTERÍSTICAS DE RESISTORES
EXP03:
DIVISOR DE TENSÃO
EXP04:
PONTE DE WHEATSTONE
EXP05:
ESTUDO DE UM CAMPO ELÉTRICO
EXP06:
ESTUDO DE UM FENÔMENO TRANSITÓRIO SIMPLES
EXP07:
CAPACITÂNCIA DE UM CAPACITOR 

Bibliografia

        1. RESNICK, R. , HALIDAY, D. , Fundamentos da Física, Volume III, 6ª Edição, Livros Técnicos Científicos, 1996
        2. SERWAY, R. A., Física, Volumes III, , 3ª Edição, Livros Técnicos e Científicos, 1992.
        3. RAMOS, Luis Antônio Macedo, Física Experimental, Porto Alegre, Mercado Aberto, 1984.
        4. DANO, Higino S., Física Experimental I e II, Caxias do Sul, Editora da Universidade de Caxias do Sul, 1985.
        5. SILVA, Wilton Pereira, CLEIDE M. D. e, Tratamento de Dados Experimentais, 2ª Edição, João Pessoa, Editora Universitária, 1998.

        6. VUOLO, Jose Henrique, Fundamentos da Teoria de Erros, 2ª Edição, Editora Edgar BLUCHER LTDA
        7.
GOLDEMBERG, JOSÉ, Física Geral e Experimental, Volume II.

 

Laboratório Básico III


EN: 02085       CH:  30             CR: 01 

Programa

1. DADOS GERAIS

    Pré-requisito: Física básica IV ou Física fundamental IV e laboratório básico II

 2. JUSTIFICATIVA

     A importância do ensino experimental relevante para a sedimentação e aprimoramento de conhecimentos, técnicos previamente adquiridos. Permite ao educando a aquisição de novos conhecimentos, e técnicas experimentais.

3. OBJETIVOS

    Ao final deste curso o aluno deve ser capaz de:

     3.1. Identificar circuitos de correntes alternada 
3.2. Medir grandezas eletromagnéticas básicas 
3.3. Resolver circuitos elétricos simples de C.A 
3.4. Construir circuitos elétricos simples de C.A
3.5. Manipular e distinguir resistores, capacitores, indutores diodos, varistores.
3.6. Caracterizar circuitos elétricos em ressonância
3.7. Identificar as características de uma lente 
3.8. Caracterizar fenômenos técnicos.

4. METODOLOGIA

      De um modo geral esta deve ser aquela que permita orientar a aprendizagem de tal forma que os objetivo do curso sejam atingidos. Evidente que esta escolha deve ser a que melhor se adequar a grupo de educandos, ao curso específico para o qual esta disciplina esta sendo misturada e que leve ao melhor rendimento ao processo de ensino - Aprendizagem. Sugere-se a utilização de Colóquio, Discussão, Equipes de trabalho, planos, Registros de experimentação, realização de experiências. Técnicas de problemas, da redescoberta, modo de projeto. As aulas expositoras deverão ocupar lugar secundário, servindo apenas como um elemento de orientação.

 5. AVALIAÇÃO  

 A avaliação de trabalho em laboratório deve sempre que possível considerar itens com:

     1)  Qualidade de trabalho, importa aqui o uso de modos e praticas apropriadas na busca de bons resultados.
2)   Cooperação, se leva aqui em conta o espiro do grupo, aproveitando todo o exercício para aprender, treinar. O estudante deve enviar esforços para o sucesso da aula contribuindo com dados esclarecedores.
3)   Assiduidade, compreendendo pontualidade de horário e completa execução dentro dos prazos definidos para a execução das atividades.
4)   Colaborar para seu êxito e do colega.
5)   Ao final do curso o aluno deve ser solicitado a dar suas sugestões sobre o curso, ou de contribuição para a melhoria do padrão do mesmo. 

6. UNIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS

      EXP01: MEDIDAS DE CAPACITÂNCIA COM A UTILIZAÇÃO DE PONTES
EXP02:
CIRCUITO R.C.
EXP03: CIRCUITO R.L.C. EM SÉRIE (Ressonância) 
EXP04: CIRCUITO R.L.C. EM PARALELO (Ressonância) 
EXP05: CIRCUITO RETIFICADOR 
EXP06: LENTES DELGADAS - ÍNDICE DE REFRAÇÃO  
EXP07: ÍNDICE DE REFRAÇÃO DE UM PRISMA 

EXP08: REDE DE DIFRAÇÃO

 
Bibliografia

        1. RESNICK, R. , HALIDAY, D. , Fundamentos da Física, Volumes IV, 6ª Edição, Livros Técnicos Científicos, 1996
        2. SERWAY, R. A., Física, Volumes 4, , 3ª Edição, Livros Técnicos e Científicos, 1992.
        3. RAMOS, Luis Antônio Macedo, Física Experimental, Porto Alegre, Mercado Aberto, 1984.
        4. DANO, Higino S., Física Experimental I e II, Caxias do Sul, Editora da Universidade de Caxias do Sul, 1985.
        5. SILVA, Wilton Pereira, CLEIDE M. D. e, Tratamento de Dados Experimentais, 2ª Edição, João Pessoa, Editora Universitária, 1998.

        6. VUOLO, Jose Henrique, Fundamentos da Teoria de Erros, 2ª Edição, Editora Edgar BLUCHER LTDA
        7.
GOLDEMBERG, JOSÉ, Física Geral e Experimental, Volume II.

                                                   
                                            
 
Retornar

Principal | Histórico | Departamento | Colegiado | Pós-Graduação  
Laboratórios | Biblioteca | Galeria | Didático | Disciplinas | Artigos | Mapa